Entenda a margem de lucro

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

13/04/2021

Aprenda a calcular a margem de lucro!

mulher empreendedora solicitando crédito

Saber calcular corretamente a margem de lucro de produtos e serviços é fundamental para manter a empresa saudável financeiramente. Neste artigo, vamos explicar o que é a margem de lucro e como calculá-la.

O lucro de uma empresa é a diferença positiva entre o faturamento total obtido com as vendas dos produtos e serviços e os custos do negócio. Se essa diferença dá um resultado negativo, a empresa tem prejuízo – ao invés de lucro.

A margem de lucro, portanto, é um valor percentual do lucro em comparação à receita total (ou faturamento). Veja um exemplo para deixar o conceito mais claro.

Se uma empresa vende R$ 10 mil em um mês e seus custos totais são de R$ 3 mil, ela tem um lucro de R$ 7 mil.

Para saber qual é a margem de lucro desse empreendimento é preciso pegar o lucro (R$ 7 mil) e dividir pelo faturamento total (R$ 10 mil), o que daria 0,7.

Esse valor deve ser multiplicado por 100, e assim se chega à margem de lucro, que no nosso exemplo é de 70%.

Essa porcentagem é a lucratividade do negócio e trata-se de um indicador mais interessante do que o valor do lucro por si só.

Isso porque a empresa pode ter um lucro elevado, mas se tiver gastos também altos, a sua margem de lucro será muito baixa.

A margem de lucro, portanto, oferece uma visão mais realista da capacidade de recursos financeiros que uma empresa tem.

Existe uma porcentagem ideal de margem de lucro?

Quanto maior a margem de lucro, melhor o resultado da empresa, mais saudável ela é financeiramente.

Mas não existe uma única porcentagem que serve para todos os empreendimentos. Isso varia muito de acordo com o setor, custo das operações, tipo de produto ou serviço vendido.

Alguns tipos de negócio têm margem de lucro pequena, mas ganham no giro, na quantidade de itens vendidos, por exemplo.

De qualquer forma, existem porcentagens de referência com as quais o mercado trabalha.

Sendo assim, para a indústria, costuma-se usar uma margem de lucro entre 6% e 8%. Para o comércio, a referência fica entre 10% e 15% e para serviços, mais de 20%.

Isso não é regra, sempre bom lembrar, mas é um patamar de referência. Cada negócio tem as suas particularidades, que precisam ser levadas em conta.