Entenda o que o BNDES faz

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

22/03/2021

Uma das atribuições do BNDES é o apoio às pequenas e médias empresas. Saiba mais!

Empreendedor solicitando crédito do BNDES

O nome BNDES já deve ter chegado aos seus ouvidos. A sigla para Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social está sempre nos noticiários. Mas, afinal, o que faz o BNDES?

Criado em 1952, o banco é um instrumento do governo federal para financiamentos empresariais de longo prazo.

Esse apoio é destinado a empresas de todos os portes, inclusive micro, pequenas e médias – e até mesmo pessoas físicas.

O BNDES, aliás, trabalha com condições especiais para micro, pequenas e médias empresas, que são aquelas que faturam até R$ 300 milhões por ano na classificação da instituição.

Isso porque, como o banco é uma empresa pública, e não um banco comercial, ele foca no impacto socioambiental e econômico do país.

As linhas de financiamento do BNDES podem ser solicitadas diretamente ao banco ou indiretamente, por meio de instituições financeiras credenciadas.

Nesse último caso, a instituição financeira parceira do BNDES atua como um intermediário na concessão do crédito empresarial, assumindo o risco do crédito total ou parcialmente.

De forma geral, as operações de financiamento para compra de máquinas e equipamentos e linhas de crédito inferiores a R$ 10 milhões são totalmente realizadas por meio dos parceiros.

Entre as atribuições do que faz o BNDES está o apoio às pequenas e médias empresas

Em 2020, o BNDES injetou na economia brasileira R$ 154 bilhões em iniciativas de auxílio às empresas para o enfrentamento dos efeitos da pandemia.

Esse valor foi destinado prioritariamente a micro, pequenas e médias empresas e microempreendedores individuais (MEIs), que correspondem a 99,6% das 390 mil companhias apoiadas. Juntas, elas empregam mais de 9,5 milhões de pessoas.

As linhas de crédito do BNDES servem para algumas finalidades:

  • Investimento para implantação, expansão e modernização;
  • Aquisição de máquinas e equipamentos, insumos e softwares;
  • Capital de giro;
  • Exportação de bens e serviços.

Conheça alguns dos desembolsos do BNDES ao longo de 2020 para as pequenas e médias empresas:

  • O Programa Emergencial de Acesso a Crédito (FGI PEAC) atendeu 114,5 mil empresas, totalizando R$ 92,1 bilhões em créditos contratados. Desse valor, R$ 82,3 bilhões foram destinados a pequenas e médias empresas.
  • A linha Crédito Pequenas Empresas, que oferece crédito para capital de giro, aprovou R$ 9,1 bilhões, apoiando 27,5 mil empresas.
  • O Programa Emergencial de Suporte ao Emprego (PESE) aprovou R$ 8 bilhões em crédito para pagamento da folha de salários de funcionários e quitação de verbas trabalhistas.
  • A linha PEAC Maquininhas chegou a R$ 3,1 bilhões aprovados para 109 mil empreendedores.